segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Mongolian Beef (PF Chang's Inspired)

Logo que abriu um PF Changs aqui pertinho de casa, ficamos curiosos para ver o que era aquela casa tão bonita, com duas enormes e imponentes esculturas de cavalo na porta. 

Assim que soubemos que era um restaurante especializado em culinária asiática (que eu, particularmente, amo), decidimos conhecer, e nos apaixonamos. Um dos pratos, particularmente, me cativou por completo: o mongolian beef, uma carne macia e deliciosa, servida com um molho agridoce maravilhoso, e fatias grandes de cebolinha... gostei tanto, que cheguei a dizer para o meu marido: se eu pudesse, moraria dentro dessa carne!

Muito embora ainda não tenhamos descoberto como um ser humano pode morar dentro de uma carne, aquele prato não saiu mais da minha cabeça... por diversas vezes, pedi ao Marcelo para me levar para comer lá, só para matar a saudade do meu bifinho amado! 

Até que um belo dia, decidi tentar reproduzi-lo... como todas as vezes que estive lá, conversei bastante com o pessoal que nos servia, além de ter lido e relido o cardápio, prestando bastante atenção nos ingredientes, eu já tinha uma noção do que fazer.. fiz também algumas pesquisas na internet, e depois de algumas tentativas, não é que o danadinho saiu (pelo menos, bem próximo ao original)??

Além do preparo ser muito fácil, o sabor dessa carne é surpreendente, e delicioso. Vale a pena experimentar!



Mongolian Beef (PF Chang's Inspired)

Ingredientes:

Para o molho:

- 1 colher de sopa de óleo de girassol
- 1 colher de sopa de gengibre ralado
- 2 dentes de alho bem picadinhos
- 1/2 xícara de shoyu
- 1/2 xícara de água
- 3/4 xícara de açucar mascavo

Para a carne

- 500g. de fraldinha em bifes
- maisena q. b. (aproximadamente 1 xícara)
- óleo de gergelim para fritar
- 1/2 maço de cebolinha

Modo de Fazer:

1. Comece fazendo o molho. Em uma panela, aqueça o óleo de girassol, coloque o gengibre e o alho por aproximadamente 30 segundos.

2. Adicione o restante dos ingredientes, mexa para dissolver o açucar, e deixe apurar por 15 minutos, aproximadamente. Desligue o fogo e reserve.

3. Corte os bifes de fraldinha em tiras, e passe pelo amido de milho, envolvendo bem. 

4. Coloque óleo de gergelim na wok (cerca de 1 colher de sopa), e vá fritando as tiras de fraldinha aos poucos, virando para dourar de todos os lados. Se necessário, acrescente mais óleo a medida que for colocando novos pedaços de fraldinha (eu acrescentei óleo por mais duas vezes... como fritei na wok, consegui fritar o 1/2 kg em 3 vezes).

5. Ao fritar a ultima leva das tiras de fraldinha, coloque toda a carne fritinha na wok, e jogue por cima o molho. Deixe apurar por 2 a 3 minutos, e desligue o fogo.

6. Corte 1/2 maço de salsinha em fatias de aproximadamente 2 dedos de largura, na diagonal. Coloque por cima da carne com molho quente, e dê uma misturada para envolver.
7. Sirva imediatamente, com arroz branco.

Espero que gostem, e se fizerem, venham aqui me contar!! :)
Bom apetite, e até a próxima!


domingo, 30 de outubro de 2016

Bolo de Laranja fofinho

Se tem uma coisa que adoramos fazer aos domingos, é um almocinho especial e bem gostoso, e um bolinho para o café da tarde.

Hoje, resolvi fazer um bolinho de laranja - um dos prediletos da família aqui, que é meio que um mix de vários bolos que já fiz... de tantos testes, cheguei nessa receita (absurdamente simples, por sinal), que é a que mais nos agradou: a massa é muito fofinha, tem um gosto bem pronunciado de laranja, e a caldinha que a acompanha, fecha com chave de ouro essa delícia. 

Albertinho, como sempre, teve uma super participação, misturando e batendo os ingredientes,  e untando e enfarinhando a forma... sem dúvida, tudo em que ele bota as mãozinhas, tem um gostinho muito mais especial para nós!



Bolo de Laranja

Ingredientes:

Para o bolo:

- 2 xícaras de farinha de trigo
- 1 xícara de açucar demerada
- 1 xícara de óleo
- 2 ovos
- 1 xícara de suco de laranja 
- 1 colher de sopa de fermento

Para a calda:

- 1 xícara de suco de laranja
- 1 xícara de açucar

Modo de Fazer:

1. Preaqueça o forno a 180º C.

2. Coloque no liquidificador os ovos, o açucar, o óleo e o suco de laranja, e bata bem, por aproximadamente 5 minutos.

3. Peneire a farinha e o fermento, e misture delicadamente com os ingredientes batidos no liquidificador.

3. Unte e enfarinhe uma forma de buraco no meio, e leve ao forno por aproximadamente 45 minutos. Faça o teste do palito, dependendo do seu forno, o tempo pode mudar.

4. Assim que o bolo estiver assado, faça a calda: misture o suco de laranja e o açucar, e leve ao fogo baixo, até a mistura ferver e engrossar, cerca de 10 minutos.

5. Desenforme o bolo, fure a superficie com um palito de dentes, e jogue a calda quente por cima.

6. Esfere esfriar, e sirva.

Podem apostar... é muuuuito bom! :)
Bom apetite, e até a próxima!

sábado, 29 de outubro de 2016

Gnocchi de Batata e Parmesão


Há uma lenda italiana em que, todo dia 29 de cada mês, é o dia do gnocchi da sorte. É uma lenda bonita e muito interessante, que mostra que só temos a ganhar quando fazemos o bem e somos solidários com aqueles que precisam.

Para quem não conhece, esta lenda conta que São Pantaleão, num certo dia 29 de dezembro, vestido de andarilho, perambulava por um vilarejo da Itália. Faminto, bateu a porta de uma casa e pediu comida. A família era grande e tinha pouca comida, mas apesar disso, eles não se importaram em dividir o seu gnocchi com o andarilho, cabendo a cada um 7 massinhas. 

São Pantaleão comeu, agradeceu a acolhida e se foi. Quando foram recolher os pratos, descobriram que embaixo de cada um havia bastante dinheiro. 

Por isso, tradicionalmente, todo dia 29 é dia do nhoque da fortuna ou da sorte, acompanhado do famoso ritual de colocar dinheiro sob o prato, comer os primeiros sete pedacinhos em pé, fazer um pedido para cada um deles e depois, comer à vontade.

A simpatia é simples: coloca-se uma nota de qualquer valor sob o prato com nhoque. Pode ser dólar, real ou qualquer moeda estrangeira. Em seguida fique de pé e concentre-se para iniciar o ritual. No prato, separe sete nhoques e coma um a um. Para cada nhoque, faça um pedido diferente. Depois, sente-se e saboreie o restante do prato, de preferência com um bom vinho italiano. O dinheiro colocado sob o prato deve ficar guardado até o próximo dia 29.

Aproveitando a data, e a dupla cidadania da família aqui, eu e o pequeno fizemos juntos esse delicioso gnocchi de batata e parmesão. Nem preciso dizer o quanto ele adorou colocar a mão na massa, fazer as bolinhas e participar tão ativamente do prato. A receita, vocês conferem aqui em baixo!

Gnocchi de Batata e Parmesão
Ingredientes:
- 1 kg. de batata (usei asterix, que é mais seca)
- 100g. de queijo parmesão ralado
-  1 xícara de farinha de trigo
- 2 gemas
- 1 ovo
- 1 colher de sopa de sal

Modo de Fazer:

1. Cozinhe as batatas com casca. Assim que estiverem cozidas, seque com papel toalha, descasque e passe pelo espremedor.

2. Junte os demais ingredientes, até que fique homogêneo. A massa vai ficar mole e pegajosa. É normal, não adicione mais farinha.

3. Unte as mãos com óleo, e com a ajuda de uma colher de chá, vá pegando a massa aos pouquinhos, e fazendo bolinhas.

4. Coloque água numa panela grande para ferver, e assim que estiver bem próximo da fervura, vá colocando as bolinhas dentro (não coloque tudo de uma vez, vá colocando aos poucos). Elas vão afundar.

5. Assim que começarem a subir, retire com uma escumadeira, e vá colocando as demais, sempre aos poucos. Proceda dessa forma até que toda a massa esteja cozida.

6. Sirva com o molho de sua preferência.

Aqui, servimos com um molhinho de tomate básico, aromatizado com tomilho.

Bom apetite a todos, e até a próxima!

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Bolo de Banana e Caramelo

Toda semana, recebo na cesta de orgânicos, de uma a duas dúzias de bananas, que sempre acabaram rapidinho, pois Albertinho adora!!

Mas, semana passada ele simplesmente decidiu não gostar mais de banana, e ficamos com várias delas rolando para lá e para cá... congelei as 10 bananas que certamente iriam estragar, e, aproveitando que o pequeno estava pedindo para fazer um bolinho comigo, peguei 03 para usar neste bolo de banana que é um dos melhores que já passaram aqui pela nossa cozinha.



Essa receita, peguei a muito anos no maravilhoso Technicolor Kitchen, um blog lindo, repleto de delícias e fotos maravilhosas. Minhas fotos ainda não são tão bonitas quanto as da Pat, mas não se deixem enganar por elas: o bolo é um absurdo de tão bom, além de deixar pela casa toda um aroma delicioso!!

Bolo de Banana e Caramelo 
Receita do delicioso Technicolor Kitchen, da talentosa Patrícia Scapin

Ingredientes do bolo:

2 xícaras (280g) de farinha de trigo1 colher (chá) de canela½ colher (chá) de noz-moscada ralada¼ colher (chá) de cravo em pó1 colher (chá) de sal1 colher (chá) de bicarbonato de sódio3 ovos grandes1 ¼ xícaras (300ml) de óleo vegetal de sabor suave1 ¾ xícaras (350g) de açúcar1 colher (sopa) de baunilha¾ xícara (75g) de nozes picadas grosseiramente85g (3oz) de chocolate amargo em pedaços pequenos (do tamanho das gotinhas usadas em cookies)3 bananas maduras em cubinhos

Ingredientes do Caramelo:

½ xícara (88g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir2 colheres (sopa) de leite integral4 colheres (sopa) (56g) de manteiga sem sal picada

Modo de Fazer:

Unte bem com manteiga uma forma com buraco no meio com capacidade para 12 xícaras de massa, e polvilhe com farinha; pré-aqueça o forno a 180ºC.

Polvilhe juntos a farinha, a canela, a noz-moscada, o cravo moído, o sal e o bicarbonato de sódio.

Na tigela grande da batedeira, bata os ovos, o óleo e o açúcar com o batedor em formato de pá, em velocidade média, por 2-3 minutos. Raspe as laterais da tigela com uma espátula de borracha/silicone para assegurar que o açúcar seja bem incorporado. Junte a baunilha e bata por mais 30 segundos.

Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes peneirados aos poucos e bata para incorporá-los à massa; raspe novamente as laterais da tigela com a espátula.

Acrescente as nozes, o chocolate e as bananas e misture gentilmente com a espátula – não bata em excesso.

Transfira a massa para a forma preparada e leve ao forno por aproximadamente de 50 minutos – faça o teste do palito. No meu forno, assou em 50 minutos.

Cerca de 5-10 minutos antes de o bolo terminar de assar, prepare o caramelo: combine todos os ingredientes numa panelinha e leve ao fogo até ferver, mexendo algumas vezes para que não queimem. Deixe ferver por uns 5 minutos e então remova do fogo.

Ao retirar o bolo do forno, faça furinhos nele usando um palito de dente e imediatamente regue-o com o caramelo, aos poucos, para que toda a cobertura seja absorvida pelo bolo. Se “poças” de caramelo se formarem na superfície do bolo, perfure-o mais vezes.

Deixe o bolo esfriar completamente sobre uma gradinha antes de desenformar – caso contrário, pode grudar.



Depois de frio, o caramelo endurece e forma essa cobertura de casquinha linda e crocante que, acreditem, faz toda a diferença! Então queridos, se forem fazer esse bolinho, meu conselho é para que segurem as formiguinhas, e esperem esfriar (conselho de quem, por outras vezes, não esperou e se lambecou toda, rsrsrs)... vale muito a pena!!

Bom apetite a todos, e até a próxima! 

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Tomates recheados com creme de brócolis

Todas as quartas-feiras, recebo minha cesta de orgânicos, recheada de verduras, legumes e frutas fresquinhas e muito gostosas. Cada semana é uma grata surpresa, e eles sempre enviam produtos diferentes, o que é ótimo para variar bastante o cardápio.

Dentre as muitas coisas que recebi, vieram tomates lindos, e um maço de brócolis ninja verdinho. Na mesma hora, pensei numa receitinha que de vez em quando pinta por aqui, e sempre faz bastante sucesso. Olha só o que andei aprontando!


O preparo é bem fácil e rápido, e o resultado final surpreende!

Tomates recheados com creme de brócolis

Ingredientes:

- 8 tomates italianos 
- 1 maço pequeno de brócolis ninja
- 1 cebola pequena picadinha
- 1/2 dente de alho batidinho
- 1/3 xícara de creme de leite fresco
- 1 xícara de queijo prato ralado
- sal, pimenta do reino e  páprica defumada a gosto

Modo de Fazer:

1. Corte a tampinha dos tomates, retire as sementes com cuidado. Corte uma tampa pequena na parte de baixo (sem chegar às sementes), apenas para que eles parem de pé. Reserve.

2. Aqueça o forno a 180º C.

3. Corte os floretes do brócolis, e leve ao processador até que fique bem miudinho, como grãos de arroz.

4. Na wok ou numa frigideira grande, aqueça 2 colheres de sopa de azeite de oliva (pode ser usado qualquer óleo vegetal, ou manteiga), coloque a cebola, o alho e o brócolis.

5. Pingue um pouquinho de água para acelerar o cozimento (bem pouquinho, cerca de um dedo)

6. Coloque o creme de leite e envolva bem. 

7. Tempere com sal, pimenta do reino moída na hora (eu uso branca) e páprica doce defumada, a gosto. Eu uso cerca de 1/4 de colher de café de sal e páprica, e polvilho por cima com o moedor de pimenta umas 4 ou 5 vezes.

8. Quando iniciar a fervura, adicione o queijo e misture, até engrossar e ficar homogêneo.

9. Recheie os tomates com esse creme, e leve ao forno por cerca de 20 minutos.

10. Sirva imediatamente, com salada verde.



Esses tomatinhos são perfeitos como entrada, mas com todo esse calor, não temos sentido tanta fome... eles, e uma saladinha verde refrescante, foram nosso delicioso almoço.

Bom apetite a todos, e até a próxima!

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Franguinho oriental vapt vupt

Todos aqui em casa adoramos um franguinho... seja assado, desfiadinho, frito, cozido ou grelhado, é sempre uma ótima pedida para o nosso dia a dia. 

Vi uma bandeja de filézinho de frango orgânico dando sopa na geladeira, e decidi fazer um franguinho oriental para o almoço: um prato rápido, prático, e cheio de sabor.


O pequeno, como sempre, quando me viu indo para a cozinha, já veio atrás, feliz da vida, perguntando: "mamãe, você deixa eu te ajudar?"... tenho deixado sempre, e esses momentos têm sido muito gostosos para nós dois.

Albertinho separou os ingredientes, tirou a pele da cebola e descascou as cenouras com o descascador de legumes, colocou os ingredientes na panela, e também mexeu o franguinho... teve uma grande participação, que deixou nosso almoço ainda mais especial.

Frango Oriental

Ingredientes:

- 500 g. de peito de frango (usei filézinhos) cortado em cubos
- 1 cebola pequena picadinha
- 1 dente de alho picadinho
- 2 colheres de sopa de óleo de gergelim (pode usar qualquer óleo vegetal)
- 1 colher de sopa de açúcar
- 1 colher de chá de gengibre ralado
- 1/4 xícara de shoyu
- 1/2 xícara de água
- 2 cenouras pequenas picadinhas
- 1 colher de sopa de amido de milho

Modo de Fazer:

1. Coloque numa panela grande o óleo, leve ao fogo baixo, e adicione a cebola e o alho. 

2. Assim que a cebola começar a ficar transparente, coloque o açucar, e mexa até caramelizar, e ficar numa cor dourado clara.

3. Adicione o frango, a cenoura e o gengibre e misture bem para envolver o frango em todos os temperos, e deixe cozinhando por aproximadamente 10 minutos.

4. Acrescente o shoyu e o amido de milho dissolvido na água, e deixe cozinhar, até que o molho engrosse.

5. Finalize com cebolinha e salsinha picadinhas, e sirva imediatamente.

Bom apetite, e até a próxima!

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Dia Nacional do Macarrão - Fetuccine al Alfredo

Você sabia que, em dezembro de 2014, a então presidente Dilma Roussef sancionou um projeto de lei que instituiu o Dia Nacional do Macarrão, a ser comemorado em 25 de outubro?? 

A proposta foi apresentada em 2004 pelo deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB / PR), e elaborada a pedido da ABIMA (Associação Brasileira da Indústria Alimentícia). O dia 25 de outubro foi escolhido, por ser o dia em que as empresas produtoras de macarrão fazem doações a entidades beneficentes no país. 

Assim, sendo hoje o dia do macarrão, comemoramos, fazendo por aqui e trazendo para vocês uma receita muito gostosa e tradicional na Itália. o fetuccine al alfredo. 

Além de deliciosa, essa receita é muito rápida e fácil de se fazer... há inúmeras variações e receitas mundo afora, cada cozinheiro tem o seu jeitinho de preparar.

Espero que vocês gostem da nossa, que foi feita com muito carinho.

Fetuccine al Alfredo

Ingredientes:

1 pacote (500g.) de fetuccine
1 xícara de manteiga
3/4 de xícara de creme de leite
sal e pimenta do reino moída na hora a gosto*
3/4 de xícara de queijo pecorino ralado na hora
1/2 xícara de queijo parmesão ralado na hora

Modo de Fazer:

1- Coloque numa panela 1 litro de água (conta-se 2 litros para cada kg. de macarrão) com 1 colher de sopa de sal e 1 fio de azeite, e espere ferver. Assim que levantar fervura, coloque dentro o macarrão, e aguarde o tempo das instruções da embalagem (geralmente, é de 8 a 10 minutos... o nosso levou 9 minutos).

2- Enquanto isso, rale os queijos e moa a pimenta e reserve.

3- Assim que o macarrão estiver cozido, escorra a água e mantenha a panela aquecida (eu deixo tampada), e faça o molho, que é bem rápido.

4- Numa outra panela, de fundo grosso, coloque a manteiga e o creme de leite em fogo baixo, até derreter. Junte os queijos, o sal e a pimenta, aumente o fogo para médio e mexa até ficar homogêneo. Isso vai engrossar o molho.

5- Adicione o molho ao fetuccine, e mexa rapidamente, para que incorpore bem. Assim que a massa estiver toda envolvida pelo molho, sirva imediatamente.


Como o Albertinho e o papai têm cidadania italiana (a mamãe ainda está tirando a dela, pois através de casamento demora um cadinho mais), o pequeno quis arrumar o prato com a toalhinha da Itália que o papai trouxe de presente para mim, quando voltou de lá... não é um fofo? :)
Por hoje é isso, queridos.. espero que gostem!
Bom apetite, e até a próxima!

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Segunda saudável - Macarrão de Abobrinha

De vez em quando rolam sim umas gordices por aqui, mas na maioria, procuro ter e ensinar ao meu filho hábitos saudáveis. Desde pequeno, sempre dei a ele legumes, verduras, salada, frutas, e ele adora!

Para compensar os docinhos comidos no sábado e no domingo, eu costumo segurar a onda durante a semana, e fazer uma comida mais saudável... hoje, por exemplo, até para aproveitar todos os produtos que vieram na minha cesta de orgânicos, comemos no almoço um delicioso macarrão de abobrinha, com molhinho de tomate caseiro. 

Sei que esse macarrão saudável já rodou a blogosfera, mas acredito que cada um tenha seu jeitinho especial de preparar... esse é o meu, com a ajuda preciosa do meu pequeno, que sempre separa os ingredientes e acompanha de pertinho tudo o que faço:

Macarrão de Abobrinha com Molho de Tomate

Ingredientes:

- 3 abobrinhas médias (as minhas eram orgânicas)
-  1 cebola pequena picadinha
- 1/2 dente de alho batidinho
- 1/2 garrafinha de passata de tomate
- 1 cenoura pequena bem picadinha ou ralada
- sal a gosto (usei 1/2 colher de chá)
- pimenta do reino branco ralada na hora
- folhinhas de orégano ou de manjericão (usei manjericão)

Modo de Fazer:

1) Comece fazendo o molho. Coloque numa panela (eu gosto muito de usar a wok) ou frigideira grande a cebola, a cenoura e o alho em 1 colher de sopa de azeite de oliva, e leve ao fogo médio. Refogue por alguns minutinhos, até que a cebola fique translúcida, e a cenoura comece a ficar macia.

2) Coloque a passata de tomate (não é molho pronto, é apenas polpa de tomate batido... caso não encontre, pode usar uma latinha de tomate pelado, batida no liquidificador) e cerca de 100ml. de água, e deixe esse molho apurar.

3) Enquanto isso, corte as abobrinhas (tenho um apetrecho da marca Keita, que corta os legumes em tirinhas que fazem as vezes do macarrão... é muito barata, paguei R$ 10,00 apenas, num camelô ali na Rua Paula Souza - para quem for de SP), salpique um pouquinho de sal e pimenta, e reserve.

4) Quando o molho tiver engrossado e o tomate cozido, desligue a panela. Tempere com sal, pimenta do reino e ervas de sua preferência (usei manjericão). 

5) Jogue o molho quente por cima das abobrinhas (ele irá amolecê-las e deixá-las al dente, por isso não é necessário cozinhar), polvilhe com queijo parmesão e sirva.


Que a semana de todos seja leve e gostosa como esse macarrãozinho!!
Bom apetite, e até a próxima!

domingo, 23 de outubro de 2016

Domingo gostoso na casa dos sogros com bolinho de iogurte com blueberries

Pelo menos de 15 em 15 dias vamos aos domingos almoçar e passar a tarde na casa dos meus sogros... Albertinho adora o contato com os avôs, os tios e o priminho, e esses momentos em família são deliciosos e recheados de muita harmonia e diversão. 

Minha sogra, que é uma querida, sempre prepara comidinhas deliciosas, e quando não levamos nada, ficamos até sem jeito, e não gostamos de abusar da hospitalidade deles. Então, eu procuro retribuir, e sempre levo alguma coisa, para ajudar com o almoço ou o café da tarde.

Desde que encontrou meus livros de culinária infantil, Albertinho cismou com um bolo de mirtilos (blueberries), e está a mais de semana me pedindo para fazer... como ontem a noite minha sogra telefonou, nos convidando para o almoço, vi a oportunidade perfeita para matar dois coelhos com uma cajadada só: as lombriguinhas afoitas do meu filhote, que queria porque queria fazer um bolo de blueberries, e um belo e gostoso quitute para o chá da tarde em família. 

Hoje cedo, quando fui separar os ingredientes e fazer o "mis en place", vi que não tinha alguns ingredientes do bolo que o Alberto queria fazer... mas decepcioná-lo, estava literalmente fora dos meus planos. Eu tinha na geladeira um potinho de iogurte natural, a 2 dias da data da validade, e todos os ingredientes de um outro bolo de blueberries que já fiz inúmeras vezes (receita da minha querida amiga Cris).

video

Minha decisão não poderia ter sido mais acertada: como o preparo do bolo é bem tranquilo (só misturar os ingredientes com uma colher de madeira), deixei meu pequeno fazer praticamente tudo sozinho: desde colocar os ingredientes na tigela, até bater a massa, com suas mãozinhas pequenas, afoitas, e um tanto quanto desajeitadas. 

A carinha de satisfação e  o brilho nos olhos dele, ao ver pronto o bolo que preparou com tanto carinho, para o chá da tarde na casa dos avós, é inenarrável.  Ele fez questão de levar o bolo nas mãozinhas, e quando meu sogro abriu nos abriu a porta, falou todo orgulhoso: - Vovô, fiz um bolo para vocês!

Todos super aprovaram o bolo do gatinho, que acabou em poucos minutos. Alberto voltou para casa realizado e feliz da vida, e assim que chegamos, a primeira coisa que fez foi dizer: - Mamãe, podemos fazer um bolo de chocolate? Mas... esse será assunto para daqui a alguns dias!

Blueberry Yogurt Cake (Bolo de Iogurte com Blueberries)
Receita do fantástico From Our Home to Yours, da querida Cris

Ingredientes:

1. 1 xícara de açucar
2. 2 xícaras de farinha de trigo
3. 1 colher (sopa) de fermento em pó
4. 1 xícara de iogurte natural
5. 1/2 xícara de óleo
6. 1 pitada de sal
7. 4 ovos 
8. 1/2 colher de chá de baunilha (usei 1 colher de sopa de essência de baunilha)

Modo de Fazer:

1. Preaqueça o forno a 200ºC, unte e enfarinhe uma forma redonda (a nossa tinha 20cm de diâmetro).

2. Numa tigela, misture os ingredientes secos. Acrescente os demais ingredientes, mexa, e por último, acrescente as blueberries.

3. Leve para assar, por cerca de meia hora (o nosso levou 35 minutos).


 A Cris deu algumas dicas muito bacanas aqui, que vou repassar:

* No lugar da xícara medidora, use o próprio copinho do iogurte, e meça tudo com ele.
* Ela decorou o bolo lindo dela com açúcar de confeiteiro, polvilhado sobre um estêncil, desses encontrados em lojas de artesanato. O nosso bolo não levou decoração, pois além de estar muito calor íamos sair com ele de carro, e eu fiquei com medo que o balanço fizesse a cobertura de açucar de confeiteiro virar uma melequeira só.
* Tanto o bolo da Cris como o meu ficaram bem amarelinhos, pois ambas usamos ovos caipiras (os  meus, além de caipiras, são orgânicos).



E eu tenho também uma dica para vocês, caso queiram tentar: este bolo também fica delicioso com creme de leite batido, cobertura de cream cheese, ou uma calda feita com as blueberries (quase em ponto de geléia). Ou, sem cobertura nenhuma, como fiz dessa vez.. esse bolo é tão gostoso, que não precisa de cobertura para brilhar!

É isso queridos! 
Bom apetite, e até a próxima!

sábado, 22 de outubro de 2016

Pudim de Leite Condensado

Tanto eu, como o Albertinho (que em muitas coisas, é assustadoramente parecido comigo) somos formiguinhas assumidíssimas, e não dispensamos um docinho. E o papai também não fica atrás!! Mas, durante a semana, eu realmente evito muitos doces por aqui, pois além de eu precisar perder uns bons quilinhos (sofro bastante com o efeito sanfona), me esforço para que o pequeno tenha uma dieta equilibrada e saudável... então açucar, é mais nos finais de semana, ou nas datas comemorativas!

Como hoje é sábado, já preparamos ontem mesmo a sobremesa de hoje: um delicioso pudim de leite condensado que já nos acompanha desde antes do pequeno nascer! Aprendi a receita, a uns bons 8 anos, no blog Rainhas do Lar (que infelizmente não existe mais), e desde então, nunca mais fiz outra... é um grande sucesso, e agrada em cheio a todos!

Esse calor todo tem pedido receitinhas leves e refrescantes, e esse pudim cremoso e geladinho, é uma ótima pedida!

Pudim de Leite Zanelati
(receita do extinto blog Rainhas do Lar)

Ingredientes:

Para o pudim:

1- 1 colher de sopa de amido de milho
2- 2 latas de leite condensado
3- 2 latas (use a mesma medida do leite condensado) de leite
4- 1 lata de creme de leite
5- 3 ovos

Para a calda:

6- 1 copo americano de açúcar
7- 1 copo de água 

Modo de Fazer: 

1- Preaqueça o forno a 180º C.

2- Comece fazendo a calda. Coloque a água numa leiteira, leve ao fogo e deixe até ferver. 

3- Enquanto isso, coloque o açúcar numa panela de fundo grosso, e leve ao fogo médio baixo. A medida que for derretendo, vá mexendo delicadamente com uma colher de madeira, até que fique homogêneo, e esteja completamente derretido, e bem dourado.  


4- Neste ponto, a água já deve ter fervido. Desligue, e derrame lentamente sobre o caramelo. Não jogue de uma vez, pois pode espirrar, e você pode se queimar. O contato da água com o açucar caramelizado vai formar grumos... é normal, mexa de pouco em pouco, e espere, até derreter. 

5- A calda vai ficar homogênea, e bem ralinha. Espere sem mexer, até reduzir pela metade, ela vai engrossar e ficar na consistência de xarope. Quando chegar nesse ponto, retire, e coloque, cuidadosamente, no fundo de uma forma grande de pudim.

6- Pincele a calda, com um pincel culinário, nos lados da forma. Reserve e deixe esfriar. A medida que esfria, a calda vai formar uma espécie de "película"  que vai impedir que o pudim se misture com ela, quando for colocado na forma.

7- Leve os ingredientes do pudim ao liquidificador, e bata bem, cerca de 06 minutos.

8- Despeje delicadamente o pudim na forma caramelizada, e leve ao banho maria até que esteja bem douradinho, e passe no teste do palito. Pode levar uma hora ou mais, depende muito do seu forno. Meu forno é a gás, e nao é dos mais fortes, entao levou quase 2 horas.

9- Retire a assadeia do forno com todo cuidado, e deixe repousar na bancada até que o pudim esfrie. Quando estiver frio, leve à geladeira por pelo menos 6 horas, ou de um dia para o outro (foi o que eu fiz... pus na geladeira as 22h de ontem, e só desenformei para a hora da sobremesa do almoço de hoje).

10- Desenforme e sirva geladinho.


Para as mamães que quiserem ter a companhia dos seus pequenos para fazer esse pudim, é importante que tomem alguns cuidados. Deixem que eles coloquem os ingredientes nas panelas e no liquidificador, e dependendo da idade e desenvoltura deles, derreter o açúcar para fazer o caramelo, mas não saiam do lado deles, estejam atentas e supervisionem o tempo todo.
Deixei o Albertinho derreter o açúcar, mas não saí do lado dele nem meio segundo sequer. Fique segurando firme o cabo da panela, orientando e controlando os movimentos da mãozinha dele com a colher, para que não fossem muito bruscos, e que o açúcar não espirrasse... na hora de despejar a água fervente dentro da panela, pedi que ele saísse do fogão e ficasse apenas observando. 

É um passo que, se feito de maneira brusca, respinga líquido fervente, podendo machucar a criança. Graças a Deus, ele tem entendido e aceito bem os seus limites, até onde  pode ir, e até onde não pode. Assim, nunca aconteceu do Alberto se machucar, ou sofrer algum acidente na cozinha. Procuro conversar com ele com doçura e firmeza, e tenho tido êxito!


É muito válido incentivarmos e apoiarmos nossos filhotes em atividades que eles demonstrem interesse e aptidão, mas sempre com muita cautela e consciência, sabendo observar a desenvoltura deles, e esperar certo para que eles tenham habilidade o suficiente para lidar com determinado tipo de material, sem que corram risco de sofrer algum acidente sério na cozinha.

Se até nós adultas estamos sujeitas a isso, imaginem crianças pequenas, que não têm ainda total domínio dos movimentos e coordenação? Então queridas, olho vivo nos pequenos, e se joguem na cozinha! :)

Bom apetite a todos, e até a próxima!

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Caesar Salad para um dia de muito calor

No mês passado, descobri um local que vende produtos orgânicos, montando cestas com as frutas, legumes e verduras cultivadas, e entrega semanalmente na sua casa... depois da primeira experiência, virei cliente e fã de carteirinha: preço excelente (pois as mercadorias vêm diretamente do produtor), as cestas são ótimas: chegam sempre super bem embaladas, caprichadas, e os produtos são maravilhosos! 

Tem sido excelente em todos os sentidos: me poupa tempo de ter que ir ao mercado toda semana escolher verduras, legumes e frutas (e nem sempre encontro orgânicos), economizo muito (o valor que se paga diretamente ao produtor é MUITO menor que o que gastamos em mercados), estimula minha criatividade (preciso me virar com os produtos que recebi, além de conhecer várias coisas novas que não sabia existirem), estimula o Albertinho a conhecer novos alimentos e texturas, e também alimentação muito mais saudável aqui em casa!

Dentre as muitas coisas que chegaram na minha cesta da semana, dois lindos pés de alface crespa, pedindo para ser usados, graças ao calor insano que tem feito aqui em Sampa City, e eu já estava ensaiando fazer uma salada bem refrescante com eles.  

Ontem a noite, Albertinho (que do alto dos seus seis aninhos está sendo alfabetizado, e está amando a descoberta da leitura) estava folheando e tentando ler alguns livros de culinária para crianças (pois, desde que ele começou a demonstrar interesse, eu comprei alguns, até para ter uma idéia de o que seria mais apropriado para fazermos juntos).

Quando ele pegou o fofíssimo Cozinhar é Divertido, da Annabel Karmel para ler comigo, após algumas folheadas, combinamos de fazer a linda e refrescante Mini Salada Caesar.  Adaptei um cadinho, e voilá: em 20 minutinhos, tínhamos uma salada tão gostosa, que até o papai (que não é fã de saladas) disse que se quisermos fazer todos os dias, ele dá todo apoio, rsrsrs

Minissalada Caesar 
(um pouquinho adaptada do lindo Cozinhar é divertido, Annabel Karmel)

Ingredientes:

Para a salada:

1) Folhas de alface romana ou alface americana lavadas e secas (usei 2 pés de alface crespa orgânica)

Para os croutons:

2) 2 a 3 fatias de pão de forma (usei 3)

Para o molho:

3) Meio limão espremido

4) 6 colheres generosas de sopa de maionese

5) 1/2 dente de alho picadinho

6) 30g. de queijo parmesão ralado (usei 50g. de parmesão ralado na hora, mas pode ser usado o de saquinho)

7) 3 colheres de sopa de água com umas gotinhas de molho inglês

8) 1 colher de chá de mostarda dijon (pus por minha conta) 

Modo de Fazer:

1- Se você for usar o parmesão inteiro, comece ralando-o, usando o lado fino do ralador. Reserve.

2- Faça os croutons. Se você quiser, pode usar moldes de biscoito bem pequenininhos, ou cortar em cubinhos as fatias de pão. Como nao tinhamos moldes tão pequenos (vou providenciar, pois amei a idéia), o Albertinho aparou com uma faquinha de cozinha as bordinhas, e cortou os pães em cubinhos.



3) Espalhe os cubinhos de pão numa forma, e leve ao forno preaquecido a 180º C. Asse por 2 minutos de cada lado, retire do forno, polvilhe por cima 2 colheres de sopa do parmesão reservado, e volte ao forno por 4 a 5 minutos. Após esse tempo, desligue o forno, mas não retire os croutons de dentro, para não perderem textura. Eles deverão estar dourados e crocantes.

4) Prepare o molho: coloque no liquidificador todos os outros ingredientes, e bata, em velocidade média, por uns 2 minutos, para que fique bem cremoso e homogêneo.  Se quiser, tempere com sal e pimenta a gosto (aqui não foi necessário, pois o parmesão é bem salgado, e a mostarda dijon fez as vezes da pimenta).

5) Pique as folhas de alface (devidamente lavada e seca com papel toalha), ou apenas rasgue com as mãos em pedaços maiores. 

6) Envolva as folhas no molho (deixei o Albertinho fazer isso com as mãozinhas - bem lavadas e limpas - pois esse é o propósito, que ele mergulhe na receita e curta cada momento), espalhe os croutons e sirva.



Com esse calor todo, que diminui muito a fome de qualquer mortal, essa saladinha deliciosa e refrescante, nos bastou e deixou muito satisfeitos! 

* Dicas da mamãe*

- Sabe as bordinhas do pão que você aparou? Não jogue fora! Torre no forno, bata as torradinhas no liquidificador e vá guardando num pote hermético bem fechado: você terá uma ótima farinha de rosca!

- Você pode incrementar a saladinha com cubinhos de bacon fritos, ou peito de frango bem temperadinho e desfiado. Fica ótimo!

Bom apetite, e até a próxima!

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Sobrou arroz? E agora?

Quem nunca passou pelas "Leis de Murphy" da vida? Por aqui, é sempre assim: se faço menos arroz, Albertinho e seu papai comem tudo e pedem mais... se eu faço mais... sobra metade!! E venhamos e convenhamos: jogar comida no lixo, com tantas pessoas pelo mundo afora passando necessidade, é um crime!!

Uma ótima opção para não jogar fora as sobras daquele arroz de ontem, é fazer deliciosos e crocantes bolinhos de arroz!! A receita é muito fácil, prática e rápida - perfeita para aqueles dias em que estamos com pressa, ou muito cansados. 

Eu sei, eu sei... fritura não é das coisas mais saudáveis desse mundo... mas, quando se tem uma alimentação saudável e se come "comida de verdade" - como é o caso da família aqui - comer uma vez ou outra, não é um problema! 

Pedi para o Albertinho ir pegando os ingredientes para mim, separamos juntos as quantidades... enquanto ele misturava a massa, eu esquentava o óleo... em menos de 15 minutinhos, tinhamos um pratão desses deliciosos bolinhos, crocantes por fora e macios por dentro... comemos com uma saladinha verde de alface, rúcula e azedinha, e valeu a pena cada bocada!!

Bolinhos de Arroz

Ingredientes 

1- 1/2 xícara (120g.) de farinha de trigo

2- 1/2 xícara de queijo parmesão ralado fino

3- 1 colher de sopa de salsinha picadinha (fiz um mix de salsinha, cebolinha e coentro)

4- 1 colher de sopa de fermento em pó (o mesmo que usamos em bolos)

5- 3 ovos inteiros

6- 2 xícaras (480g.) de arroz cozido

7- Óleo para fritar (eu uso aproximadamente 1 xícara)

Modo de Fazer:

1- Leve ao fogo uma frigideira ou panela grande (eu usei a wok, que adoro) com o óleo ao fogo médio para baixo.

2- Enquanto o óleo esquenta, coloque numa vasilha grande a farinha, queijo, salsinha, fermento, ovos e arroz, e com uma colher de silicone, misture os ingredientes, até que tudo fique bem incorporadinho.  Como aqui trabalhamos em dois, enquanto eu punha o óleo para esquentar, o Albertinho preparava a mistura dos bolinhos.




3- Quando a mistura estiver homogênea e o óleo bem quente, vá fazendo os bolinhos, moldando com a ajuda de 2 colheres de sobremesa. Coloque no óleo para fritar de dois em dois, para que não grudem um no outro.

4- Assim que as bordas começarem a ficar sequinhas, vire os bolinhos com a ajuda da escumadeira, para que dourem dois dois lados. 

5- Quando estiverem com uma cor dourado clara, retire da frigideira, também com a ajuda da escumadeira, e coloque num prato fundo (ou tigela) forrado com papel manteiga, para escorrer o excesso de óleo.



Rendem 30 a 40 unidades, dependendo do tamanho dos bolinhos.... aqui consegui 30, e os que não estão na foto, foram parar na barriga do marido faminto! rsrsrs

Bom apetite a todos, e até a próxima! ;)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Iniciando na blogosfera: Macarrão ao Pesto

Oi pessoal!!

Muito incentivada por meu marido (sempre ele, rsrsrs) e algumas amigas queridas, resolvi criar esse blog!! Por aqui, vai rolar muita coisa gostosa e descomplicada, com um toque muito especial: a colaboração do meu pequeno ajudante: meu filho Albertinho, de 06 anos!

Desde que me conheço por gente, sou apaixonada pela cozinha e pelas panelas, e não é de hoje que percebi que meu pequeno herdou a mesma paixão: vive me seguindo pelos cantos da cozinha, querendo ajudar, e ai de mim se não deixar - o mocinho voluntarioso e cheio de opinião não sossega enquanto eu não cedo!

Assim, resolvi incentivar, e fazer comidinhas com ele, pois além de ficarmos ainda mais próximos (já somos grudadérrimos) e eu ter a constante companhia do meu amor maior na cozinha, ele acaba conhecendo novos alimentos e sabores, sem preconceito.

Hoje, preparamos juntos um macarrão ao pesto, que é figurinha carimbada por aqui, e sempre faz a alegria da família toda!! Betinho fez questão de separar os ingredientes comigo, e ajudar em todo preparo... será q está nascendo um chef de cozinha? 



Macarrão ao Pesto

Ingredientes

1) 1/2 pacote (250g.) de macarrão de sua preferência
2) 2 dentes de alho picadinhos
3) 1 xícara (240ml) de queijo parmesão de boa qualidade ralado
4) 1 pitada de sal
5) folhas de 1 maço de manjericão lavadas e higienizadas
6) 1/2 xícara (120ml.) de azeite de oliva extravirgem
7) 1/4 de xícara (60g.) de nozes

Modo de fazer:



1- Coloque para ferver aproximadamente 2 litros de água, com um fio de azeite e uma colher de sobremesa rasa de sal.

2- Assim que levantar fervura, adicione o macarrão, dê uma leve mexida com uma colher de pau, e aguarde até que esteja "al dente" (verifique as instruções da embalagem do seu macarrão... a que usamos, pedia de 08 a 10 minutos - deixei 9 minutos).

3- Enquanto o macarrão cozinha, faça o molho: no processador ou liquidificador, adicione o restante dos ingredientes: manjericão, alho, azeite, parmesão, nozes e sal. Processe até que fique tudo bem trituradinho, mas com os pedacinhos das nozes ainda aparentes. Reserve.

4- Assim que o macarrão estiver cozido, desligue o fogo, retire a panela do fogão, e escorra, numa peneira bem grande ou escorredor de massas, toda a água. Devolva o macarrão à panela e adicione o molho, mexendo sempre com uma colher de pau, até incorporar bem.

Bom apetite, e até a próxima receita!! ;)